Nove alunos da Escola Básica Manuel Ferreira Patrício, em Évora, foram assistidos no hospital da cidade, depois de terem apresentado sintomas de “ligeira indisposição”. Deslocaram-se ao hospital por precaução, disse à agência Lusa a delegada de saúde do Alentejo. 

“Não se trata de uma intoxicação alimentar. As crianças sentiram-se ligeiramente indispostas e, por precaução, foram ao hospital”, explicou Filomena Araújo, delegada de saúde regional do Alentejo.

Segundo a médica, sete alunos, entre os 10 e os 12 anos, foram transportados para as urgências do Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) pelos bombeiros e dois pelos próprios pais. Todos eles tiveram alta hospitalar durante a tarde.

A delegada de saúde referiu que entre os alunos que foram assistidos no hospital “não se verificou nada em comum relacionado com alimentação”. As autoridades vão estar atentas à situação.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora adiantou à Lusa que o alerta foi dado às 12:29, indicando que as operações de socorro envolveram os Bombeiros de Évora e de Arraiolos, a proteção civil municipal e uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER).

A Lusa contactou a escola, mas ninguém da direção esteve disponível para prestar esclarecimentos.