O Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental (CHLO), formado por três unidades hospitalares, foi reforçado com 155 médicos internos desde terça-feira.

Segundo o ministério da Saúde, os médicos que entraram em funções são 101 internos do Ano Comum e 54 da Formação Específica. Foram repartidos pelos hospitais de São Francisco Xavier, Egas Moniz e de Santa Cruz.

Com a admissão dos médicos internos, a tutela adianta, em comunicado, que se confirma a “vocação (do CHLO) como um dos grandes centros para o ensino pré e pós-graduado e um exemplo da boa prática clínica”.

Os internos da Formação Específica foram colocados em várias especialidades, entre as quais anestesiologia, cardiologia, cirurgia geral e plástica, doenças infeciosas, oncologia médica, patologia clínica, psiquiatria e pneumologia.

O reforço do quadro de profissionais de saúde com os 155 médicos internos tem sido uma prática de anos anteriores.

Foi também notícia, esta quinta-feira, que o Centro Hospitalr de Lisboa Norte ativou o seu plano de contingência por causa da gripe