Os dois jovens sírios que esta quinta-feira de manhã abandonaram um navio de carga atracado no porto de Setúbal foram localizados na Gare do Oriente, em Lisboa, disse à agência Lusa o capitão do porto de Setúbal, Luís Lavrador.

Os dois indivíduos foram localizados ao final do dia na Gare do Oriente e estão sob custódia do SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras)", disse o capitão do porto de Setúbal, admitindo que os dois jovens, de 20 e 22 anos, poderiam estar a preparar-se para fugir para outro país europeu.

Segundo Luís Lavrador, os dois tripulantes que fugiram de manhã do navio de carga Nagham, com pavilhão do Panamá, vão regressar ao navio a que pertencem, onde deverão permanecer à guarda do comandante.

Luís Lavrador referiu ainda que, a partir de agora, todos os tripulantes estão proibidos de abandonar o Nagham, um navio proveniente de Marrocos e que só deverá largar do porto de Setúbal no próximo sábado, rumo às Tunísia.

Antes, o comandante tinha explicado que os dois jovens tiveram acesso a um "yellow card".

Os dois jovens, de 20 e 22 anos, tiveram acesso a um documento - yellow card - concedido pelo SEF, para o caso de precisarem de tratar de alguns assuntos administrativos ou logísticos em terra", disse Luís Lavrador, acrescentando que o referido documento era suficiente para os dois jovens saírem da zona portuária.

 

O que aconteceu foi que um segurança interpelou os dois jovens e eles fugiram. Isso levantou suspeitas. Uma equipa da Polícia Marítima foi a bordo e confirmou que faltavam dois elementos da tripulação, que saíram do navio sem autorização do comandante", disse o capitão do porto de Setúbal, referindo ainda que os dois indivíduos deixaram o passaporte no navio, proveniente de Marrocos.

De acordo com o responsável da capitania do porto de Setúbal, a fuga ocorreu cerca das 07:00.