Um tubarão azul, também conhecido por tintureira, apareceu esta terça-feira morto na ria de Aveiro e alguns exemplares foram avistados na passada segunda-feira em praias do concelho de Ílhavo, disse fonte da Capitania do Porto de Aveiro.

"Apareceu uma tintureira morta, com cerca de 70 centímetros, na ria de Aveiro. É um animal pequeno, juvenil, que já foi entregue ao Centro de Reabilitação de Animais Marinhos de Quiaios", disse à Lusa o comandante da Capitania do Porto de Aveiro, Luciano Oliveira.


Além deste exemplar, houve dois avistamentos destes animais na segunda-feira, um de manhã, na praia da Barra, e outro à tarde, na praia velha, referiu o mesmo responsável, acrescentando que "a Polícia Marítima deslocou-se por mar e por terra para ver se havia algum animal e não foi identificado nada".

"Os animais aproximaram-se da costa, porque a temperatura da água do mar poderá estar mais alta do que é normal, ou seguiram algum cardume."


Luciano Oliveira tranquiliza os banhistas, dizendo que esta espécie "não representa qualquer perigo para o homem". No entanto, recomenda às pessoas para, se virem destes animais, "não interferirem com eles".

O tubarão-azul, tintureira ou guelha (Prionace glauca) é um tubarão da família Carcharhinidae e é o que mais vezes é avistado junto à costa portuguesa.

Esta espécie alimenta-se principalmente de peixes e lulas e pode ser encontrado tanto no continente como nas ilhas, podendo chegar aos quatro metros de comprimento e aos 240 quilos de peso.