A Proteção Civil divulgou esta quinta-feira a lista com os nomes das 45 vítimas que perderam a vida nos incêndios rurais de 15 e 16 de outubro. No documento, as autoridades confirmam que existem ainda dois desaparecidos, nos distritos da Guarda e de Castelo Branco.

A lista foi compilada com a colaboração de várias entidades, nomeadamente, a Proteção Civil, Polícia Judiciária, GNR e Instituto de Medicina Legal. 

"As vítimas mortais deram entrada no INMLCF e foram identificadas por perícia médico-legal e ou judiciária, num total de 45 vítimas", lê-se no documento. 

A Proteção Civil adianta que as autoridades desenvolvem ainda diligências para localizar duas pessoas dadas como desaparecidas em Folgosinho, distrito da Guarda, e na Sertã, distrito de Castelo Branco.

O comunicado destaca que os incêndios com vítimas mortais "incidiram maioritariamente nos distritos de Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria e Viseu" e destaca que as "causas de morte" e a relação com os incêndios estão "em investigação".

No distrito de Coimbra morreram 24 pessoas, 12 em Oliveira do Hospital, quatro em Arganil, quatro em Penacova, três em Tábua e uma em Pampilhosa da Serra. O distrito de Viseu registou 16 mortos nos concelhos de Vouzela (seis), Santa Comba Dão (cinco), Tondela (dois), Carregal do Sal (um), Nelas (um) e Oliveira de Frades (um). Segundo a ANPC, quatro pessoas morreram no distrito da Guarda, três das quais em Seia e uma na Autoestrada 25 (A25), em Pinhel. Uma outra pessoa morreu também na A25, em Sever do Vouga, no distrito de Aveiro.

Os mortos surgem listados pelo nome, seguido do município.

A lista engloba os nomes das vítimas que morreram no local, mas também os nomes dos que vieram a falecer em momento posterior, em unidades hospitalares.

Vítimas Dos Incêndios de Outubro 2017 by Paula Oliveira on Scribd