SIGA AO VIVO

É a hora de Portugal! O primeiro dia de uma selecção, de um país inteiro a torcer pelo pontapé de saída. Chega de conversa. É agora! Carlos Queiroz espera começar com o pé direito, batendo a Costa do Marfim na jornada inaugural, num duelo com início marcado para as 15 horas desta terça-feira. Antes, o Nova Zelândia-Eslováquia (12h30). Depois, o outro jogo do nosso Grupo G, entre Brasil e Coreia do Norte.

AO VIVO

O caso Nani afectou a preparação, promete contornos mais claros num futuro próximo, agora chega de polémica e venha o futebol. Cristiano Ronaldo promete os golos em falta, Simão e Danny medem forças no apoio a Liedson. Mais atrás, Deco em jeito de despedida. Um ataque apontado à Costa do Marfim.

CLASSIFICAÇÕES do Mundial

Do outro lado, caras conhecidas. Começando por Sven-Goran Eriksson, ainda mal refeito das eliminações no comando técnico de Inglaterra, frente a Portugal. Ao leme de uma selecção africana, o sueco espera melhor desfecho. Para o Mundial, Eriksson recrutou os serviços de Toni, português que estará do outro lado da barricada.

CALENDÁRIO do Mundial

Didier Drogba é o grande ponto de interrogação, uma dúvida alimentada ao longo dos últimos dias para inquietar a selecção portuguesa. Está mais para o não que para o sim, mas nunca se sabe.

Nova Zelândia-Eslováquia (12h30)

Não será um sucesso de bilheteira, por certo. Nova Zelândia e Eslováquia partem para este Campeonato do Mundo de 2010 com dose reduzida de favoritismo. Contudo, o futebol é a bela caixinha de surpresas que alimenta a nossa curiosidade ao longo dos tempos. Se chegaram até aqui, têm de ser levados em muita conta.

A Nova Zelândia beneficiou da transferência da Austrália para a zona asiática, garantindo uma qualificação fácil na Oceânia. 28 anos depois, os «All Whites» voltam ao maior palco futebolístico do mundo do futebol. A estreante Eslováquia apresenta um interessante cartão de visita, depois de ter garantido o apuramento à frente da República Checa, a outra metade da antiga nação.

Brasil-Coreia do Norte (19h30)

Em horário nocturno, com temperaturas baixas, o Brasil procurará satisfazer os anseios de milhões de fãs. A selecção mais popular do Campeonato do Mundo perdeu algum brilho no legado de Dunga. Menos festa, mais trabalho. Sobretudo, trabalho de casa. A dois dias do embate com a Coreia do Norte, os jogadores nada sabiam sobre o adversário nipónico.

A equipa técnica da «canarinha» não quererá desvalorizar a Coreia do Norte, selecção envolta num manto de secretismo sem paralelo. Numa das raras declarações públicas, o seleccionador da equipa asiática deixou o aviso: «Nem sempre os melhores vencem». E os melhores, apenas isso, estão do lado brasileiro.