A confiança dos investidores estrangeiros na economia portuguesa está a crescer, segundo as conclusões de um inquérito da Ernst&Young que analisou a atratividade do país.

Mais de metade dos inquiridos, 58%, acredita que Portugal será mais atrativo daqui para a frente, enquanto que 90% admite que o País vai recuperar dos efeitos da crise em 5 anos.

Este inquérito que analisou a atratividade do país para a captação de investimento direto estrangeiro (IDE) indicia «o regresso dos níveis de confiança aos valores observados antes da crise».

As áreas mais atrativas são as Tecnologias de Informação e Comunicação (referidas por 29% dos entrevistados), as atividades relacionadas com o mar (28%) e da energia (17%).

Apesar de uma ligeira redução, 22% das empresas inquiridas tenciona investir em Portugal no curto prazo. 95% dos empresários manifestaram intenção de manter as operações que têm em Portugal.