[Notícia actualizada com mais pormenores]

Os lucros da Galp Energia no 4º trimestre quase que triplicaram para os 125 milhões de euros, o que representou um aumento na ordem dos 200%.

Já os resultados nos 12 meses do ano atingiram os 478 milhões de euros, uma subida de 14,2% em relação ao período homólogo.

Consultora diz que Galp tem 400 trabalhadores a mais

Galp: consumo de gasolina caiu em 2008

Galp promete manter investimento mesmo com crise

Os lucros da Galp Energia no 4º trimestre quase que triplicaram para os 125 milhões de euros, o que representou um aumento na ordem de 198,8 por cento.

Os dividendos vão manter-se: ou seja, nos 32 cêntimos por acção. «O conselho de administração decidiu esta manhã que, não obstante os resultados, manter a distribuição dos dividendos. Decidimos não aumentar tendo em conta o plano de investimentos que temos pela frente», disse o presidente da petrolífera, Ferreira de Oliveira, em conferência de imprensa, esta quarta-feira.

Já os resultados nos 12 meses do ano de 2008 atingiram os 478 milhões de euros, uma subida de 14,2% em relação ao período homólogo.

O EBITDA do total do ano subiu 9,4% para 975 milhões de euros, enquanto as vendas subiram 20% para 15.086 milhões de euros.

O resultado operacional em IFRS do ano de 2008 foi de 167 milhões de euros, 82,1% inferior ao do período homólogo, consequência do efeito stock.

A Galp avança ainda que a produção working interest de crude nos 15,1 mil barris diários, menos 11,5% que em igual período de 2007, embora o quarto trimestre tenha ficado em linha com o quarto trimestre de 2007.

Custos com pessoal sobem 4%

Os custos operacionais dos doze meses de 2008 foram de 14.698 milhões, mais 28,7% do que no período homólogo.

Já os custos com pessoal subiram 3,8% para 292 milhões de euros. Só neste trimestre, este tópico registou uma valorização de 2% para os 86 milhões de euros, ou menos 6,3% se excluírem o efeito da Agip.

Nas vendas de gás natural, a petrolífera registou uma subida de 4,8% em relação a 2007 para um total de 5.638 milhões de metros cúbicos, com o sector eléctrico a dar o maior contributo para este aumento.

A empresa informou ainda que em 2008 apostou num aumento do investimento para os 1.560 milhões de euros, cerca de três vezes superior ao de 2007, com 80%do total a ser canalizado para o segmento de refinação e distribuição.

No final de Dezembro de 2008 a Galp Energia tinha 7.817 colaboradores, 3.918 dos quais nas estações de serviço.

As acções da petrolífera fecharam a recuar 0,71% para 8,40 euros.