A Associação de Defesa dos Clientes do BPP, que actualmente integra cerca de 150 clientes, vai propor uma fusão com a nova associação Privado.Clientes, com 30 a 40 clientes, passando as duas a ser lideradas por Jaime Antunes.

Clientes podem receber «mais alguma remuneração»

O objectivo, disse à Lusa o advogado que representa a Associação de Defesa dos Clientes do BPP (ADCBPP), Miguel Henriques, é o de «evitar divisões entre clientes» do banco e «aproveitar o canal privilegiado que Jaime Antunes tem junto da administração do BPP».

A associação Privado.Clientes reuniu-se esta segunda-feira pela primeira vez com a nova administração do BPP, liderada por Adão da Fonseca, menos de três dias depois de ter sido constituída.

Em declarações à Lusa à saída da reunião na sede do BPP, Jaime Antunes declarou que as reuniões da sua associação com a administração do banco (e especialmente com o administrador com a área comercial, João Ermida) teriam um «carácter semanal», estando a próxima agendada para sexta-feira.