O Japão sofreu em Janeiro um défice corrente de 172,8 mil milhões de ienes (1,4 mil milhões de euros), o primeiro em 13 anos, anunciou o ministério das Finanças, cita a Lusa.

Este cenário ocorre devido à queda das exportações e dos rendimentos dos seus investimentos no estrangeiro.

Em Janeiro de 2008, o Japão tinha registado um excedente corrente de 1.163,7 mil milhões de ienes. O défice de Janeiro é bem pior que previsto.

Os economistas esperavam com efeito, em média, um défice corrente de apenas 19,3 mil milhões de ienes (154 milhões de euros), segundo uma sondagem realizada pelo diário Nikkei junto de 23 deles.

Ainda em Janeiro, as exportações japonesas caíram 46,3 por cento relativamente ao ano passado, e a conta das receitas, que mede os rendimentos dos investimentos japoneses no estrangeiro, viu o seu excedente recuar de 31,5 por cento, revelou o ministério.