As polémicas que têm envolvido o Banco Privado Português (BPP) geraram incerteza quanto ao futuro do banco, facto que leva a agência de notação Moody`s a cortar o rating da instituição financeira.

O indicador que avalia a força financeira do BPP desceu de «D» para «E» enquanto que a classificação dos depósitos deslizou do «Ba2» para «B3».

1ª associação de clients do BPP vai propor fusão

Contas do BPP congeladas

Clientes tratados como portugueses de 2ª

Para justificar este recuo, a Moody`s aponta como factores «a necessidade de procurar apoio para ter liquidez» e o facto da instituição financeira estar «sob investigação por alegadas irregularidades».

Além disso, a agência sublinha «o grave estrago» que o negócio do banco tem sofrido, bem como a sua marca, algo que remete para a «incerteza em torno da viabilidade do banco a longo prazo».