O Instituto de Infraestruturas Rodoviárias (INIR) rejeita ter qualquer responsabilidade no atraso da colocação dos 86 painéis informativos dos preços de combustíveis nas auto-estradas.

Num comunicado a que a Agência Financeira teve acesso, a entidade explica que a ideia de que o INIR se possa ter atrasado na aprovação dos respectivos projectos é falsa.

«Trata-se de uma clara tentativa de confundir a opinião pública, em que se tenta descartar responsabilidades do atraso da colocação dos painéis e transferi-las das empresas que já o deveriam ter feito, para o próprio Estado», diz o instituto.

Petrolíferas rejeitam culpas no atraso de painéis

86 painéis concluídos no fim de Abril

E vai mais longe: «Procura-se, desta forma, minimizar os efeitos do impacto negativo para a imagem dessas entidades, que esse atraso, tem vindo a provocar, junto da opinião pública», refere.

O INIR esclarece que a responsabilidade dos atrasos recai «exclusivamente sobre essas entidades, que tardiamente apresentaram os projectos».

O instituto está agora a analisar se aplicará coimas pelo referido atraso desta medida, que tem agora como prazo de finalização o mês de Abril. Para tal, irá ouvir os envolvidos no processo.