O PS acusou esta quarta-feira o primeiro-ministro de ter «uma obsessão fanática» contra o que herdou do anterior Governo de José Sócrates, dizendo que Pedro Passos Coelho já arrasou o plano tecnológico e pretende destruir o sistema científico.

Carlos Zorrinho, ex-líder parlamentar do PS, falava na Assembleia da República, depois de na terça-feira o primeiro-ministro ter defendido que, em matéria de ciência e tecnologia, o atual Governo está gradualmente a «romper com as políticas passadas» baseadas na ideia de que «mais dinheiro público» produz «qualidade» em termos de resultados.

«De facto, não é assim», alegou Passos Coelho, referindo-se às bolsas atribuídas pela Fundação para a Ciência e Tecnologia.

Esta posição de Pedro Passos Coelho motivou uma dura reação por parte de Carlos Zorrinho: «O primeiro-ministro tem uma obsessão fanática contra tudo o que de positivo herdou do anterior Governo», declarou o dirigente socialista Carlos Zorrinho, acusando o atual executivo PSD/CDS de ter «arrasado» o plano tecnológico e de tentar «destruir o sistema científico» em Portugal.