ordem de expulsão de funcionários judiciais portugueses



«Disse que queria procurar caminhos para que os nossos recursos humanos pudessem intervir em assuntos que ainda não conseguem e pedi ao Governo português para mandar mentores fiscais, não apenas para o Ministério Público, mas também para o tribunal distrital de Díli e Tribunal de Recurso, mas têm de ser mentores seniores, com muita experiência, porque o Tribunal de Recurso tem de ter capacidade e experiência»


«Há algumas pessoas no parlamento e internacionais da Austrália que dizem que isto vai desacreditar os tribunais. Mas nós ainda vamos traduzir estas resoluções para tétum e inglês e depois divulgar o mais rapidamente possível, mas isto não desacreditará porque nós referimos que é apenas em relação a algumas pessoas».




o país quer pessoas com mais capacidade, profissionalismo e que defendam os interesses nacionais

ameaçou romper a cooperação com Timor-Leste magistrados portugueses condenaram Associação de Juízessolicitou já ao Governo português que assegure a proteçãoprimeiro juiz já abandonou

Falhas nos contratos com empresas petrolíferas justificam auditoria ao sistema judicial



«Os internacionais foram contratados para apoiar na capacitação dos timorenses, mas acontece o contrário ou não ensinam ou ensinam mal».