A votação das secções de voto n.º 2 de Cebolais de Cima/Retaxo e de Tinalhas, no concelho de Castelo Branco, apresentaram alegadamente falhas de contagem, quando verificadas pela Assembleia de Apuramento Geral, disseram à Lusa elementos das listas envolvidas.

Esta contagem decorreu na Câmara Municipal de Castelo Branco, na presença de um magistrado, a quem cabe oficializar o resultado final. No decorrer deste ato, foram detetadas alegadas falhas naquelas freguesias, o que obrigou a nova contagem. Depois de submetidas a este crivo, acabaram por ser detetadas incorreções, explicou à Lusa fonte da autarquia.

A Assembleia de Apuramento Geral do concelho de Castelo Branco terminou já durante a madrugada e a ata desta reunião foi afixada na porta da autarquia.

No caso da União de Freguesias Cebolais de Cima/Retaxo, o resultado acabou por ser diferente e se a lista de independentes, encabeçada por José Luís Pires, ganhou as eleições no domingo, por uma diferença de dois votos, nesta recontagem foram eliminados três votos, o que deu assim a vitória ao candidato do Partido Socialista, Miguel Vaz, por um voto de vantagem, confirma a ata afixada na Câmara Municipal de Castelo Branco.

A presidente da secção de voto n.º 2 de Cebolais de Cima/Retaxo afirma que «vai avançar para Tribunal e tentar impugnar as eleições».

Cristina Barata, também candidata na lista de independentes, garante que «as coisas não vão ficar assim». «Ainda não falei com o advogado, mas garanto que vou avançar com a queixa. Fomos enganados. Toda a gente viu e toda a gente contou e recontou. Ninguém contestou e todos assinaram a ata», refere à Lusa.

Situação semelhante aconteceu na freguesia de Tinalhas, mas José Carlos Dé, candidato do PSD, acabaria por ser confirmado como vencedor. Também aqui a vitória foi inicialmente por dois votos, mas na contagem oficial foi detetado um erro, acabando por ser anulado um voto. O PSD viu confirmada a vitória na Assembleia de Freguesia de Tinalhas, não por dois, como inicialmente, mas por um voto de diferença para o PS.

Estas duas situações aconteceram nas duas únicas freguesias em que o Partido Socialista não ganhou, no domingo, no concelho de Castelo Branco.