A divulgação dos resultados das eleições autárquicas de domingo foi suspensa devido à falta de comunicação com juntas de freguesia e câmaras municipais, disse à Lusa o diretor geral da Administração Interna.

Em declarações à agência Lusa, Jorge Miguéis afirmou que se registaram problemas de comunicação entre a Direção-Geral de Administração Interna (DGAI) e presidentes de junta e câmaras para a transmissão dos resultados eleitorais.

Posteriormente, foi colocado um comunicado na página de divulgação dos resultados, www.autarquicas.mj.pt, no qual se acrescenta que «os trabalhos de recolha dos resultados em falta serão retomados a partir das 10:00 de hoje».

A DGAI tentou, até às 03:45, várias diligências, incluindo contactos telefónicos e foram mobilizados agentes da PSP e GNR, sem sucesso.

A essa hora, faltavam ainda apurar 71 freguesias e 32 câmaras, a que correspondem 137 mandatos.

No sábado, o ministro da Administração Interna admitiu que poderia haver um «atraso» na divulgação dos resultados eleitorais por causa da forma como será feita a transmissão de dados na sequência da agregação de freguesias.

Numa visita ao Centro de Recolha de Resultados Eleitorais, o ministro disse ser «previsível» que os resultados começassem a chegar «mais tarde» do que em atos eleitorais anteriores, porque as freguesias mais pequenas, por via da agregação, têm mais eleitores e demora mais tempo a proceder à votação.

Miguel Macedo lembrou ainda que nas freguesias agregadas, as mesas de votos continuam a existir nos dois locais das freguesias e por isso é ainda preciso fazer a agregação das duas mesas de voto para se obter o resultado definitivo dessa freguesia.

Nas autárquicas de 1993, às 04:00 foi suspensa a divulgação de resultados quando faltavam 121 freguesias e em 2005 aconteceu o mesmo quando faltavam 70 freguesias, explicou Jorge Miguéis.