O secretário-geral do PS considera que a altura ideal para estabelecer consensos políticos é logo após eleições. Por isso, António José Seguro diz que o Governo desperdiçou uma oportunidade há dois anos e meio. Agora, Seguro afirma que os compromissos são possíveis apenas através de propostas no Parlamento. Foi o que defendeu durante um encontro com jovens emigrantes em Madrid.

O secretário-geral do PS intervém neste sábado ao lado de Felipe González num dos debates que marca a Conferência Política do PSOE, encontro que reúne mais de 2.500 pessoas, entre participantes, convidados e observadores.

Seguro, que também manterá um encontro com o líder do PSOE, Alfredo Pérez Rubalcaba, participa no painel intitulado Fórum da Globalização, que começa às 17:00 (16:00 em Lisboa).

Um debate onde dividirá o palco com o ex-presidente do Governo espanhol, Felipe González e com a responsável da Intermon-Oxfam Espanha, Consuelo López Uriaga.

Aglutinar a esquerda e renovar os laços com a cidadania para construir uma alternativa ao PP são os objetivos centrais da Conferência Política dos socialistas espanhóis (PSOE) que decorre até domingo.

O encontro decorre depois de mais de 10 meses de trabalhos preparatórios, oito reuniões temáticas para preparação do programa e mais de mil emendas ao documento central que, ao longo de mais de 400 páginas, pretende definir o futuro do PSOE.