O porta-voz do PSD, Marco António Costa, lançou, esta quinta-feira, um repto ao PS para que esclareça as declarações de Óscar Gaspar, conselheiro económico de António José Seguro sobre a reposição dos salários ao nível de 2011.

No programa Negócios da Semana da Sic Notícias, transmitido na quarta-feira à noite, Óscar Gaspar disse que não é possível voltar a repor os rendimentos dos portugueses ao nível de 2011.

Hoje, Marco António Costa deixou um «repto» ao PS para que explique as declarações de Óscar Gaspar, por considerar que «contradita o que o PS tem dito nos últimos meses e anos».

«Isto é, confirmou aquilo que o Governo tem dito, que é preciso moderação, sentido de responsabilidade e que não se pode prometer o impossível aos portugueses», afirmou o porta-voz do PSD.

Marco António Costa pediu para que o PS esclareça se as afirmações do conselheiro de António José Seguro, «coincidem com as do Governo, e com o realismo da situação, ou se é a posição que tantas vezes se ouve pela voz de outros dirigentes do PS que prometem o céu e a terra aos portugueses perto das eleições».

Questionado no programa, em que também esteve o deputado social-democrata e vice-presidente da bancada do PSD Miguel Frasquilho, sobre se o PS quando for Governo repoe os salários, pensões e prestações sociais ao nível de 2011, Óscar Gaspar respondeu: «A resposta séria é não. Nem os portugueses imaginariam, nem nunca ouviram do líder do Partido Socialista nenhuma proposta demagógica para voltarmos a 2011 porque não é possível. As contas públicas portuguesas não o permitem».