O líder do CDS-PP alertou hoje para a importância das eleições europeias para Portugal, apelando ao voto num momento em que foi «recuperada a soberania» em Portugal.

As eleições europeias AO MINUTO

«Como sabem o único apelo que se pode fazer hoje é a que cada português que tem direito a vote utilize esse direito. Em democracia devemos votar e, recuperada a soberania, devemos exercê-la», declarou Paulo Portas aos jornalistas, após ter votado na Junta de Freguesia da Estrela, em Lisboa.

O vice-primeiro ministro considerou que estas eleições são «mais importantes do que algumas vezes as pessoas pensam», indicando que é no «quadro da União Europeia que matérias importantes para Portugal se discutem e decidem».

«Muitas matérias relativas ao interesse nacional se decidem em Bruxelas», afirmou Paulo Portas, que foi o primeiro dos líderes partidários portugueses a votar, o que fez antes das 9:30.

Lembrou que este ano se celebram os 40 anos da democracia em Portugal e da «possibilidade de usar o voto» para se dizer o que se pensa: «Acho que é essa a forma de livremente, em democracia, decidirmos os nossos assuntos».

Paulo Portas escusou-se a responder a perguntas dos jornalistas sobre a importância nacional dos resultados eleitorais ou o seu impacto na restante legislatura, lembrando que, por respeito à lei, há declarações que não se podem fazer no dia das eleições.