A ministra da Justiça afirmou hoje no parlamento, acerca da entrevista do ministro Rui Machete à rádio angolana, que, se «houvesse violação do princípio da separação de poderes», não estaria «certamente a falar» aos jornalistas como titular da pasta.

«Como ministra da Justiça compete-me dizer que, se houvesse violação do princípio da separação de poderes - face ao que eu defendo há muitos anos -, não estaria certamente a falar aqui» aos jornalistas, disse Paula Teixeira da Cruz, após ter sido ouvida na Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, sobre matérias do setor.

Paula Teixeira da Cruz sublinhou que o ministro português dos Negócios Estrangeiros (MNE), Rui Machete, já garantiu que «não tinha falado com a procuradora-geral da República», Joana Marques Vidal, e que o Ministério Público (MP) e o Sindicato dos Magistrados do MP também veio dizer que «havia separação de poderes».

A ministra não quis fazer mais comentários, justificando que Rui Machete estava a ser ouvido sobre o assunto numa outra comissão parlamentar.