Notícia atualizada às 19:57

A Jerónimo Martins recuou na decisão de não vender o livro de José Sócrates, «A Confiança no Mundo - sobre a tortura em democracia».

A administração da empresa dona da cadeia Pingo Doce tinha cancelado a encomenda de 250 exemplares, mas ao final do dia o livro chegou mesmo às bancas dos supermercados.

A editora Babel tinha dito à TVI que estranhava esta decisão.

A TVI soube também que Sócrates ficou indignado com a suposta proibição da venda dos seus livros.

Recorde-se que o presidente do conselho de administração da Jerónimo Martins é Alexandre Soares dos Santos, que não mantém boas relações com o ex-primeiro-ministro.