A cabeça-de-lista do Bloco de Esquerda ao Parlamento Europeu, Marisa Matias, disse hoje que estas eleições são «uma possibilidade única» para os portugueses «dizerem o que lhes vai na alma».

Maria Matias, que falava aos jornalistas após ter votado, na Escola Secundária Avelar Brotero, em Coimbra, disse que as eleições europeias são «para as pessoas tomarem decisões sobre as suas vidas».

Sobre a afluência às urnas, nesta escola de Coimbra, a eurodeputada e candidata do BE, que votou pelas 10:15, disse que «as mesas ainda não tiveram praticamente» participação.

«Há muito pouca gente a vir votar. Espero que até ao final mais pessoas possam vir», adiantou.

Perto de 9,7 milhões de eleitores são hoje chamados a eleger os 21 deputados portugueses no Parlamento Europeu, menos um do que há cinco anos.

No total, concorrem 16 listas, mais três do que nas europeias de 2009.

No total, serão eleitos 751 eurodeputados pelos 28 Estados-membros da União Europeia, que representarão cerca de 500 milhões de cidadãos da UE nos próximos cinco anos.