Os deputados da comissão parlamentar de saúde acusaram esta quarta-feira o bastonário dos médicos de desrespeitar o Parlamento e de fazer insinuações grosseiras e inaceitáveis sobre os deputados num artigo que escreveu a respeito da legislação das terapêuticas não convencionais.

Todos os grupos parlamentares lamentaram o teor do editorial da revista de setembro da Ordem dos Médicos, com as deputadas Teresa Caeiro, do CDS, e Luísa Salgueiro, do PS, a exigirem mesmo um pedido de desculpas público da parte do bastonário José Manuel Silva, que hoje foi recebido na comissão para falar sobre as convenções na área da saúde.

No editorial que indignou os deputados, o bastonário tece críticas à inclusão da medicina tradicional chinesa na nova lei das terapêuticas convencionais, já publicada em Diário da República, considerando o facto uma «vergonha» e «traição», como recorda a Lusa.