O antigo primeiro-ministro Pedro Santana Lopes juntou-se hoje à descida do Chiado da Aliança Portugal para expressar apoio a Paulo Rangel e Nuno Melo, considerando que a coligação PSD/CDS-PP «combina a ousadia com a sensatez».

A descida do Chiado já estava no final da rua do Carmo, quase no café Nicola, quando Pedro Santana Lopes, acompanhado por Helena Lopes da Costa, chegaram para prestar apoio à Aliança Portugal.

«Esta lista é uma boa lista, que combina a ousadia com a sensatez, com pessoas sabedoras, experientes, capazes, determinadas. Por isso, quero vir aqui deixar bem claro, como não podia deixar de ser, que estou com eles e domingo lá estarei a dar o voto», afirmou Santana Lopes aos jornalistas.

Para o antigo chefe de Governo «o voto no domingo não é indiferente» nem para «o rumo» do país nem para a Europa.

«Não é indiferente para a Europa. Como alguém disse, também não é indiferente para presidente da Comissão Europeia», afirmou, numa referência à intervenção do ex-líder do PSD Marcelo Rebelo de Sousa na terça-feira.

Algumas centenas de pessoas, apoiantes e dirigentes do PSD e do CDS-PP, engrossaram hoje a tradicional ¿arruada' de Lisboa, a descida do Chiado, que seguiu um trajeto mais curto do que em campanhas anteriores, ao terminar no Rossio, não seguindo pela rua Augusta.

À saída dos candidatos da cervejaria, o ex-presidente da Câmara de Sintra e antigo candidato a Lisboa, Fernando Seara, cumprimentou os candidatos e rumou com eles.

Na primeira linha da comitiva, seguiam o ex-líder do CDS-PP Ribeiro e Castro, que já havia almoçado na Trindade, Luís Montenegro, Marco António Costa, e o ex-presidente da AICEP Pedro Reis, que é mandatário da candidatura, e candidatos como Carlos Coelho, Ana Clara Birrento e Joana Barata Lopes.

Junto ao café A Brasileira, o líder da tendência do CDS-PP Alternativa e Responsabilidade (AR), Filipe Anacoreta, juntou-se ao grupo e desceu a rua Garrett e a rua do Carmo com a candidatura.

Ao som dos cânticos dos jotas do PSD e do CDS que têm acompanhado a comitiva, a ¿arruada' contou ainda com um grupo de percussão.

Rangel e Melo encontraram na pouco movimentada rua Garret e rua do Carmo pessoas que reagiam com indiferença à sua passagem, algumas limitando-se a aceitar o jornal de campanha e as canetas que os candidatos lhes ofereciam, outras mostravam o seu apoio e votos de boa sorte para a eleição de domingo.

Muitas das figuras dos dois partidos que tinham estado no almoço na Trindade, em que participou o presidente do PSD e primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, estiveram nesta descida do Chiado, como a social-democrata Teresa Leal Coelho ou a centrista Teresa Caeiro.

Passos e Portas fecham campanha

Os presidente do PSD e do CDS-PP, Pedro Passos Coelho e Paulo Portas, vão estar na sexta-feira no jantar-comício de encerramento da campanha da Aliança Portugal, na Maia, confirmaram à Lusa fontes da coligação.

Esta vai ser a primeira vez que o primeiro-ministro e o vice-primeiro-ministro estarão juntos na campanha para as eleições europeias de domingo.

Antes do jantar-comício de encerramento, os candidatos da Aliança Portugal, encabeçada por Paulo Rangel, vão fazer a tradicional arruada na baixa do Porto, na rua de Santa Catarina, adiantou à Lusa fonte da estrutura de campanha.