O caso do Meco e a sua relação com as praxes foi o tema do programa «Prova dos 9» desta quinta-feira.

Para Fernando Rosas as praxes são sinónimo de atraso enquanto Francisco Assis afirma mesmo que as praxes são reacionárias.

«Eu acho que a praxe é má. É ma em geral porque a praxe é uma prática de autoritarismo, misoginia, humilhação (...). Para mim é sinónimo de atraso», afirmou Fernando Rosas.

Já Paulo Rangel pensa que não se devem confundir praxes com práticas violentas.

«Eu estou de acordo que é bom que olhemos para as praxes, condenemos exageros. Criemos no fundo, um movimento social para condenar práticas que são condenáveis. Quando falamos de morte ou de crimes ou de agressões isso não tem a ver com praxes. Isso existe em todos os ambientes e deve ser condenado em qualquer ambiente», afirmou Paulo Rangel.