O ministro da Defesa Nacional garantiu que o projeto da Martifer para os Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) prevê a criação de 400 postos de trabalho e acusa a oposição de querer «lançar a confusão».

Em Guimarães, à margem da iniciativa 5+5 Defesa, Aguiar-Branco respondeu assim às declarações do deputado do PS Marcos Perestrello que apresentou na comissão de Defesa Nacional um documento com a proposta da Martifer, vencedora do concurso para concessão dos estaleiros, que assegurava apenas 120 postos de trabalho nos três primeiros anos de atividade.

O responsável pelo processo dos ENVC comentou ainda a manifestação de sábado em Viana do Castelo na qual participou o ex-presidente da República Mário Soares e a eurodeputada Ana Gomes, acusando-a de estar «mal informada» sobre o processo em causa.

«Diz bem, é um deputado do PS, com base num documento que já tem cerca de 4 meses e nesta metéria há sempre quem queira lançar a confusão e quem queira resolver os problemas. Nós estamos aqui para resolver os problemas, para dar uma nova oportunidade aos estaleiros», respondeu o ministro quando confrontado com os documentos referidos pelo deputado do PS.

Aguiar-Branco reafirmou, assim, que os postos de trabalho a serem criados são 400, ao longo de três anos.

«A Martifer fez uma comunicação oficial para a Comissão de Mercados de Valores Imobiliários, essa informação é de que irá criar 400 postos de trabalho e é com base nessa informação que se deve ter em conta porque, essa sim, é a informação oficial. Tudo o resto é tentar lançar a confusão», garantiu.

Sobre o protesto que reuniu milhares de pessoas em Viana do Castelo, sábado, o ministro afirmou que Portugal é uma democracia, sendo por isso legítimos os protestos mas respondeu às críticas da eurodeputada socialista sobre a condução do processo dos ENVC.

«A Ana Gomes está sempre muito mal informada sobre toda a problemática dos estaleiros em todas as matérias. Inclusive naquelas que foram objeto da queixa-crime que eu apresentei porque a eurodeputada Ana Gomes claramente não tem nenhuma informação importante a dar sobre os estaleiros, nenhuma informação relevante», respondeu.