A Associação 25 de Abril vai participar nas comemorações dos 42 anos da Revolução dos Cravos na Assembleia da República, pondo fim a uma ausência de quatro anos, disse esta segunda-feira o presidente da instituição, Vasco Lourenço.

No final de um almoço com o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, o tenente-coronel Vasco Lourenço disse que foi convidado "pelo velho amigo" a participar nas comemorações no Parlamento e que respondeu que a Associação marcaria presença.

"Em relação às comemorações do 42º aniversário do 25 de Abril, ele informou-me que nos vai fazer o convite e eu informei-o que cá estaremos", afirmou, em declarações à agência Lusa, justificando que "deixaram de existir" as razões que levaram a associação a faltar, durante os quatro anos da legislatura anterior, à sessão solene no Parlamento.

 

"Havia uma prática política, quer do Presidente da República, quer do Governo [PSD/CDS-PP], quer da maioria da Assembleia da República, contra os valores de Abril em que se estava a tentar destruir tudo aquilo que cheirava a Abril. Consideramos que era uma hipocrisia estar aqui a evocar o 25 de Abril juntamente com as pessoas que estavam a proceder dessa maneira", declarou.

No contexto atual, com um novo Governo, uma nova Assembleia da República e um outro Presidente da República, disse, a Associação 25 de Abril dá "o benefício da dúvida" e está "esperançada em que a situação melhore".

Vasco Lourenço acrescentou que manifestou ao presidente da Assembleia da República a disponibilidade da associação para participar nas comemorações dos 40 anos da aprovação da Constituição da República Portuguesa, "a conquista maior que resultou do 25 de Abril [de 1974] apesar das sete revisões a que já foi sujeita".