O secretário-geral do PS, António José Seguro, apelou hoje ao voto no PS nas europeias de domingo, o único que «pode derrotar» um Governo que «faz mal a Portugal», mas advertiu que «não há eleições ganhas à partida».

«Vão ler e ouvir muitas sondagens, mas o que conta é o voto no próximo domingo. Não há eleições ganhas à partida. Só depois de contados os votos é que nós sabemos quem ganha as eleições. E aquilo que vos peço é que todos nós nos mobilizemos», declarou António José Seguro num comício em Barcelos, dirigindo-se a centenas de militantes e apoiantes do PS.

O líder do PS advertiu que o sufrágio de domingo é a «da maior importância» para transmitir ao Governo uma mensagem de rejeição das suas políticas.

«É a primeira oportunidade que nós temos para dizer ao Governo que não queremos uma política de austeridade e de empobrecimento. É a primeira oportunidade para travar os cortes definitivos nas pensões e nos salários, para travar o aumento de impostos que o Governo se prepara para fazer», alertou.