O antigo juiz do Tribunal Constitucional, Guilherme Fonseca considera que o relatório da representação da Comissão Europeia em Lisboa é uma intromissão na soberania nacional e defendeu ainda uma tomada de posição do Presidente da República.