Jorge Sampaio está preocupado com a crise política e a falta de soluções para o país. Diz que a sociedade tem de se sentir mais parte do sistema e alerta para a necessidade de negociação com as instituições europeias.

«Nós temos sempre uma dificuldade em encontrar um compromisso e eu acho que isso é indispensável.

Não gosto da expressão acordo de salvação nacional. O que eu acho que é preciso é que a democracia portuguesa precisa de ser revitalizada e isso é evidente. Os cidadãos têm de ter uma expetativa positiva sobre que os sacrifícios que vão fazendo estão a servir para alguma coisa», disse o ex-Presidente da República.

«A nossa situação económica, financeira e social é de enorme gravidade. É preciso ter uma negociação com a Europa para se colocar em cima da mesa uma posição reforçada, seja ela a maneira que for encontrada, para dizer que isto assim não pode ser. Estamos a cumprir os compromissos mas se for impossível cumprir será mais difícil», frisou, considerando que Portugal está com «problemas sérios para os próximos anos».