Os quatro mandatos por atribuir nas eleições europeias de domingo estão dependentes da contagem dos votos provenientes do estrangeiro e não deverão ser conhecidos hoje, informou a Direção-Geral de Administração Interna (DGAI).

Em declarações à agência Lusa, Jorge Miguéis, diretor-geral da Administração Interna, declarou que a atribuição de quatro mandatos, de um total de 21, estão dependentes dos apuramentos dos votos do estrangeiro que «não acontecerão hoje».

Pelas 01:20, restava a contabilização do resultado de uma freguesia de Vila Real, além dos 12 boicotes.

Uma hora antes estavam por apurar duas juntas de freguesia de Vila Real, por os presidentes de junta «não os terem comunicado».

«Durante hoje, dia 26, vão ser conhecidos», admitiu Jorge Miguéis.

Perto de 9,7 milhões de eleitores foram no domingo chamados a eleger os 21 deputados portugueses no Parlamento Europeu, menos um do que há cinco anos.

Às 00:45, quando faltavam apurar quatro mandatos e uma freguesia, o PS tinha eleito sete eurodeputados, a Aliança Portugal (PSD/CDS) seis, a CDU três, o MPT e o Bloco de Esquerda um cada e a abstenção cifrava-se em 66,09%.