O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, disse esta sexta-feira, no Parlamento, que a Proteção Civil vai ter um «reforço» de verbas, que vão ser canalizadas para as corporações de bombeiros.

«A Proteção Civil vai ter um reforço de verbas, que será canalizado para as condições do dispositivo de proteção civil, e portanto, para as corporações de bombeiros», afirmou Miguel Macedo, durante a apresentação do Orçamento do Estado para 2014, como cita a Lusa.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) terá um orçamento de 128,1 milhões de euros no próximo ano, mais 500 mil euros do que em 2013. As informações foram divulgadas pelo programa orçamental da segurança interna para 2014, a que a agência Lusa teve acesso.

O ministro disse também que, no próximo ano, vão ser instalados 2.600 terminais para a rede SIRESP (Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança em Portugal), o que «vai incrementar a comunicação entre todos os agentes de proteção de civil».

No debate, Miguel Macedo adiantou ainda que já está em circulação o diploma que conclui a extinção da Empresa de Meios Aéreos (EMA).

Com as alterações orgânicas da ANPC foi criada a direção nacional de meios aéreos, estrutura para onde vai transitar a EMA, explicou.