O presidente da Câmara dos Representantes do Congresso norte-americano, o republicano John Boehner, que iniciou hoje uma visita a Portugal, realçou a parceria estratégica que une Washington e Lisboa, a nível bilateral e dentro das grandes organizações internacionais.

«Portugal é um importante parceiro estratégico dos Estados Unidos e dentro da União Europeia (UE), das Nações Unidas e da NATO», afirmou John Boehner, num breve depoimento enviado à agência Lusa.

«Nas reuniões planeadas, esperamos discutir o aumento das oportunidades para chegarmos a acordo em questões de interesse mútuo», referiu o responsável.

O "speaker" da Câmara dos Representantes, câmara baixa do Congresso norte-americano, está em Portugal até domingo, numa visita realizada a convite da presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves.

«A convite da presidente da Assembleia da República, estou muito contente por visitar Portugal com alguns dos meus colegas do Congresso», disse ainda o líder da maioria republicana da Câmara dos Representantes.

Um dos congressistas que integra a comitiva é o republicano Devin Nunes, de origem açoriana, que na terça-feira apresentou uma proposta legislativa, intitulada "Africa Counter Terrorism Initiative Act", que sugere deslocar as forças do comando norte-americano para a África (AFRICOM) da Alemanha para o território continental dos Estados Unidos e transformar a Base das Lajes, na ilha Terceira, Açores, na sua única base avançada.

Neste primeiro dia de visita, o programa incluía uma visita à Assembleia da República e encontros com o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e com o chefe da diplomacia portuguesa, Rui Machete.

Está igualmente previsto um encontro com o vice-primeiro-ministro, Paulo Portas.

Na Assembleia da República, onde decorreu uma reunião com várias comissões parlamentares, estava prevista uma conferência de imprensa, que foi cancelada à última hora.

Natural do Ohio, John A. Boehner, de 64 anos, um entre 12 irmãos, foi eleito para o Congresso norte-americano em 1990.

Em janeiro de 2011, foi designado "speaker" da Câmara dos Representantes, tendo sido reeleito em janeiro de 2013.