O Presidente da República, Cavaco Silva, defendeu esta terça-feira que as perspetivas «muito favoráveis» de crescimento económico e melhoria das condições de vida em Moçambique criam «novas oportunidades de negócio entre empresas portuguesas e moçambicanas».

«Essas perspetivas muito favoráveis de crescimento económico e de melhoria do bem-estar da população moçambicana criam novas oportunidades de negócio entre empresas portuguesas e moçambicanas», afirmou Cavaco Silva.

O Chefe de Estado português falava no Palácio de Belém, em Lisboa, durante uma conferência de imprensa conjunta com o Presidente da República de Moçambique, Armando Guebuza, que se encontra de visita a Portugal.

«Acreditamos que o desenvolvimento de parcerias entre empresas dos dois países contribui para diversificar a económica moçambicana», sustentou Cavaco Silva.

Já o Presidente de Moçambique, Armando Guebuza, defendeu o reforço das relações económicas e da cooperação entre Maputo e Lisboa, considerando que Portugal «ainda pode fazer um bocadinho mais» em termos de investimento no seu país, apesar da crise.

Sublinhando que Moçambique «continua a crescer, sob o ponto de vista económico» e que «os investimentos também continuam a fluir» para o seu país, Guebuza disse que Maputo «já conta» com Portugal nesse processo, mas referiu que ainda há margem para crescer.

«Ainda penso que pode fazer um bocadinho mais. Apesar da crise que aconteceu aqui na Europa, ainda se pode fazer mais, porque entre os amigos, pode sempre fazer-se mais alguma coisa, beneficiando da vossa experiência e dos recursos que as vossas empresas possam colocar ao nosso dispor», salientou.