O antigo dirigente do PSD António Capucho é o cabeça de lista à Assembleia Municipal de Sintra da candidatura independente liderada pelo vice-presidente do município, Marco Almeida.

Segundo Marco Almeida, a experiência política do antigo presidente da Câmara de Cascais e ex-conselheiro de Estado, com 38 anos de militância no PSD, pesou na sua escolha.

«Se nas listas para a câmara há a noção de ter gente de Sintra, é importante a assembleia municipal ter um embaixador de Sintra. Dará maior visibilidade nacional e internacional ao município», afirmou o candidato, que entrou em rutura com o PSD depois de o partido ter preterido a sua candidatura em prol da de Pedro Pinto.

A 24 de abril, numa iniciativa da candidatura de Marco Almeida, António Capucho manifestou estar disponível para entrar nas listas do atual vice-presidente do município, mesmo reconhecendo que poderia ser alvo de um processo disciplinar do partido.

O vice-presidente da Câmara de Sintra apresentou em dezembro de 2012 a sua candidatura às eleições autárquicas deste ano, numa altura em que ainda se desconhecia se teria o apoio do PSD, partido do qual é militante desde 1992. Em julho do ano passado, a concelhia de Sintra do PSD avaliou e votou por unanimidade a candidatura de Marco Almeida à presidência da Câmara de Sintra, mas a distrital optou por avançar com a candidatura do vice-presidente do PSD, Pedro Pinto.

Marco Almeida concorre contra Basílio Horta (PS), Pedro Pinto (PSD e CDS-PP), Pedro Ventura (CDU), Luís Fazenda (BE) e Nuno da Câmara Pereira (PND).