A coordenadora do Bloco de Esquerda Catarina Martins disse esta quarta-feira que o resultado do partido nas eleições europeias foi «um mau resultado» que levará a uma reflexão e a um caminho que passará por «juntar forças».

Numa declaração política no Parlamento, Catarina Martins disse que o BE «teve um mau resultado» nas eleições europeias ao obter apenas um mandato, advogando uma «reflexão» «sem nunca deixar de agir».

A rejeição do tratado orçamental e a restruturação da dívida publica mantém-se como objetivos essenciais do BE para os quais «é preciso mobilizar para que haja uma alternativa», defendeu.

Catarina Martins acrescentou que o BE vai prosseguir «o caminho de juntar forças», afirmando que a esquerda tem de ter essa responsabilidade.

Para a deputada bloquista Cecília Honório, os resultados das eleições mostraram «sinais de alarme», considerando que «é hora de reconhecer que não há condições para manter a austeridade excessiva».

Os resultados finais das eleições europeias em Portugal indicam que o PS foi o partido com mais votos, elegendo oito deputados, enquanto a Aliança Portugal (PSD/CDS-PP) elegeu sete, a CDU (PCP-PEV) três, o Partido da Terra (MPT) dois e o Bloco de Esquerda um.