O Bloco de Esquerda (BE) propôs que a reunião desta terça-feira da comissão parlamentar de acompanhamento do programa de resgate, com membros da troika, decorresse à porta aberta, mas todos os partidos votaram contra a proposta.

A proposta foi apresentada no começo da reunião e mereceu a oposição das restantes forças partidárias que frisaram que «este modelo de reunião não foi previamente negociado com a troika», disse fonte bloquista.

Os chefes da missão da troika em Portugal iniciaram hoje a 12.ª avaliação regular ao programa de ajustamento, a última do resgate, estando em discussão as rendas excessivas na energia, o mercado de trabalho e a reforma das pensões.

Na agenda do último exame regular ao Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF) estarão a discussão medidas para travar as rendas excessivas na energia e para avançar com as concessões portuárias, já pedidas pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) no relatório da avaliação anterior.