O candidato da coligação autárquica «Sentir Lisboa», Fernando Seara, disse esta sexta-feira que nunca duvidou da decisão favorável do Tribunal Constitucional (TC) e assegurou que a sua candidatura a Lisboa não é para «dar o salto» para outros cargos.

«Nunca, como jurista que sou, duvidei de que esta seria a solução e que a lei com que pretenderam cercear direitos cívicos e elementares não poderia merecer outra interpretação que não o impedimento em razão do território e nunca em razão de uma função que é, por natureza, eminentemente territorial», afirmou o candidato da coligação PSD/CDS/MPT à Câmara de Lisboa.

Fernando Seara falava durante uma conferência de imprensa realizada hoje em Lisboa, um dia após o Tribunal Constitucional ter decidido a favor das candidaturas de presidentes de câmara já com três mandatos cumpridos noutros municípios.

Afirmando que foram «longos os meses» e que «custaram muito a passar», enquanto esperava pela decisão, Fernando Seara admitiu que a sua candidatura foi prejudicada com todo este processo.

Contudo, o candidato referiu que 22 dias (até às eleições autárquicas de 29 de setembro) «é muito tempo», assegurando que a sua candidatura vai trabalhar para ganhar.