O candidato presidencial Vitorino Silva obteve 60,93% dos votos na freguesia de Rans, sua terra natal, concelho de Penafiel, distrito do Porto, seguido de Marcelo Rebelo de Sousa, com 27,30%, e de António Sampaio da Nóvoa, com 6,92%.

Vitorino Silva, conhecido como Tino de Rans, conseguiu 616 votos, enquanto Marcelo Rebelo de Sousa obteve 276 votos e Sampaio da Nóvoa 70 votos.

Marisa Matias, apoiada pelo Bloco de Esquerda, foi a quarta candidata mais votada na freguesia de Rans com 3,07% (31 votos), Maria de Belém conseguiu 0,99% (10 votos), Jorge Sequeira teve 0,40% (4 votos), Paulo de Morais conseguiu 0,20% (2 votos), enquanto Edgar Silva, apoiado pelo PCP, e Henrique Neto obtiveram 0,10% (um voto cada).

O candidato Cândido Ferreira não obteve qualquer voto.

Há ainda a registar dois votos em branco e oito votos nulos.

A freguesia de Rans tinha 1.536 eleitores inscritos, tendo votado 1.021, o que dá uma percentagem de 66,47% de votantes.

Mais de 9,7 milhões de eleitores foram hoje chamados a escolher o novo Presidente da República, que irá substituir Cavaco Silva, sendo dez os candidatos, o que constitui um recorde de nomes no boletim de voto.

Se um dos candidatos obtiver mais de 50 por cento dos votos será eleito já hoje chefe de Estado, mas caso contrário haverá uma segunda volta, a 14 de fevereiro, com os dois concorrentes mais votados.

Os dez candidatos apareceram no boletim de voto pela seguinte ordem: Henrique Neto, António Sampaio da Nóvoa, Cândido Ferreira, Edgar Silva, Jorge Sequeira, Vitorino Silva (conhecido por Tino de Rans), Marisa Matias, Maria de Belém, Marcelo Rebelo de Sousa e Paulo Morais.

Para o sufrágio de hoje estavam inscritos um total de 9.741.792 eleitores, 85.318 mais do que em 2011.