«Ficámos com a perceção que há vontade de alterar a TSU e isso para o BE é inaceitável, porque consideramos que não podem ser os trabalhadores a pagar a sustentabilidade da segurança social», disse o deputado do BE, Pedro Filipe Soares, aos jornalistas no final de uma reunião no Ministério das Finanças.