O secretário de Estado da Saúde, Fernando Leal da Costa, assegurou hoje que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) vai continuar a resistir, apesar de já ter sido «tantas vezes ameaçado de desmantelamento» por parte da oposição.

O governante, que falava aos jornalistas à margem da inauguração da Unidade de Saúde Familiar (USF) Jardins da Encarnação, em Lisboa, lembrou que o SNS, «um dos serviços mais relevantes que o país tem como fator de coesão social», vai resistir.

«Temos sido capazes, quer o Ministério da Saúde, quer o Governo, de responder de forma a manter o SNS que já tantas vezes foi ameaçado pela oposição de desmantelamento. Ele tem funcionado, tem resistido e vai continuar a resistir», sustentou.

Leal da Costa sublinhou que o Orçamento do Estado para 2014 está ainda em fase de elaboração e disse já ser habitual que, no mês de agosto, «haja sempre muita perturbação, em que os vários agentes se defendem o melhor que podem dos cortes que possam vir a ser sujeitos».