O candidato do PSD à Câmara de Sintra recusa fazer leituras nacionais dos primeiros resultados e das projeções das eleições autárquicas, que o dão como derrotado na corrida à autarquia sintrense.

«Estamos a discutir autárquicas e até me custa pessoas com responsabilidades políticas que tiveram no passado não terem dado lições de democracia», disse.

«Quis, desde o princípio, em Sintra, dizer que a democracia, a cidadania e a liberdade são algo fundamental. Mas algo fundamental para todos: para os políticos e para os cidadãos com todo o tipo de atividades», acrescentou, sublinhando achar «até irresponsável que as pessoas queiram misturar as duas coisas».

«É por isso que a derrota é minha, como eu sempre disse. Se a vitória existisse seria minha», rematou.

Pedro Pinto garantiu que vai assumir o mandato de vereador: «Podem ter a certeza que estarei lá no dia da tomada de posse».