O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, deu posse esta quinta-feira ao novo Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas (CEMGFA), almirante António Silva Ribeiro.

A cerimónia decorreu com 15 minutos de atraso, 17:15, na sala dos embaixadores do Palácio de Belém, em Lisboa.

Silva Ribeiro, até agora Chefe do Estado Maior da Armada (CEMA), sucede ao general Pina Monteiro, que atingiu a idade da reforma, e exerceu o cargo desde abril de 2014.

O almirante Silva Ribeiro, de 60 anos, é CEMA desde 10 de dezembro de 2016. Foi diretor-geral da Autoridade Marítima e Comandante-geral da Polícia Marítima.

Silva Ribeiro foi também Superintendente do Material, diretor-geral do Instituto Hidrográfico e subchefe do Estado-Maior da Armada.

Nascido em Pombal, ingressou no Curso de Marinha da Escola Naval em 1974, tendo obtido a licenciatura em Ciências Militares-Navais.

Especializado em Hidrografia, é doutorado em Ciência Política e mestre em Estratégia. É professor catedrático convidado do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas e professor militar da Escola Naval.

O almirante Silva Ribeiro publicou 16 livros, dois dos quais sobre a teoria da Estratégia, cinco sobre planeamento estratégico aplicado ao Estado, à defesa nacional, à segurança nacional e à Marinha.

Segundo a lei de bases das Forças Armadas, o CEMGFA “responde em permanência perante o Governo, através do Ministro da Defesa Nacional, pela capacidade de resposta militar das Forças Armadas”.