O Presidente da República saudou este domingo a vitória de Portugal na final do Europeu de Futebol de Sub-19, considerando-a "um novo ponto alto do futebol português", dos jovens que "fazem acreditar no futuro".

Na sua mensagem de felicitações aos campeões europeus, divulgada no portal da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa assinala que "a alegria" que os jovens futebolistas "trouxeram a Portugal merece o reconhecimento do Presidente da República" e os "parabéns por esta grande vitória (...), muito sofrida e heroica".

Um novo ponto alto do futebol português, destes jovens que nos fazem acreditar no futuro", termina o chefe de Estado.

Fonte da Presidência da República disse à Lusa que Marcelo Rebelo de Sousa irá receber a seleção portuguesa de futebol de sub-19 na terça-feira ao final da manhã, no Palácio de Belém, em Lisboa.

O primeiro-ministro, António Costa, também felicitou a seleção de sub-19 pela "grande vitória" na final, considerando que foi merecida.

O ministro da Educação realçou a "grande resiliência, combatividade e maturidade" dos jovens jogadores e a "técnica e tática fantásticas". Numa mensagem áudio enviada à agência Lusa, Tiago Brandão Rodrigues estende a saudação ao selecionador nacional, Hélio Sousa, e à Federação Portuguesa de Futebol.

Para o titular da pasta do Desporto, a vitória de Portugal frente à Itália, numa final "com uma emotividade absolutamente fantástica", revela "uma geração" de futebolistas com "grande resiliência, grande combatividade e maturidade".

Ainda vão dar ao país muitas alegrias", vaticinou Tiago Brandão Rodrigues, considerando que a "técnica e tática" empregues foram "fantásticas".

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto reagiu à notícia no Twitter afirmando tratar-se de "mais uma brilhante vitória" das seleções jovens.

A seleção portuguesa de futebol de sub-19 conquistou este domingo o título europeu do escalão ao vencer a Itália, por 4-3, após prolongamento, na Finlândia.

Pedro Correia, aos 109 minutos, marcou o golo do triunfo da equipa das ‘quinas’, que tinha vencido o Torneio Internacional de Juniores em 1961 e os Europeus de sub-18 em 1994 e 1999.

Os comandados de Hélio Sousa, que já tinha levado esta geração ao triunfo no Europeu de sub-17 de 2016, esteve a vencer por 2-0, com golos de João Filipe, aos 45+1, e Francisco Trincão, aos 72, mas permitiu o empate, com o ‘bis’ do suplente Moise Kean, aos 75 e 76.

No prolongamento, João Filipe colocou a seleção lusa em vantagem, aos 104, Gianluca Scamacca voltou a empatar, aos 108, um minuto antes de Pedro Correia decidir o encontro.

Portugal sucede no historial da competição à Inglaterra, que tinha batido a equipa das 'quinas' na final do torneio de 2017, naquela que foi a sua terceira presença no encontro decisivo, depois dos desaires em 2003 e 2014 numa competição que desde 2002 passou a ser de sub-19.