A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE) Catarina Martins acusou hoje o PS e o seu secretário-geral de tentativa de «batota eleitoral» com a apresentação da proposta de redução do número de deputados na Assembleia da República (AR).

«Este debate volta constantemente, constantemente PSD e PS tentam esta batota eleitoral», disse Catarina Martins à agência Lusa.

A bloquista falava no final de uma reunião com uma delegação da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE) na sede do partido, em Lisboa.

Seguro quer Parlamento só com 181 deputados

Para a coordenadora do partido, há no pacote de medidas apresentado esta manhã por António José Seguro, líder do PS, uma «batota para reduzir a proporcionalidade da representação democrática em Portugal e com isso ter o poder político refém do bloco central sem terem as vozes incómodas que hoje estão na AR».

«O BE tem feito várias propostas sobre transparência, sobre transparência do interesse público e privado. São propostas que levamos muito a sério. Mas há neste pacote apresentado esta tentativa, mais uma, de alterar administrativamente a lei para garantir o controlo a PSD e PS da AR», frisou a bloquista.

Referindo estudos que indicam que Portugal «não tem mais deputados que a média para a população que tem», Catarina Martins disse ainda que a apresentação desta manhã de Seguro pode ter «mais que ver com a campanha interna do PS» do que com outra coisa, e lamentou ainda que Seguro, «homem que tem defendido o interior», venha propor uma redução de deputados, o que significa que «o interior será menos representado».