logotipo tvi24

Ex-SCUT: galegos pedem a intervenção do governo espanhol

O presidente do Governo Regional da Galiza, Alberto Núnez Feijóo pedem aos dois governos para «falarem»

Por: Redacção / CF    |   2012-01-20 20:05

O presidente do Governo Regional da Galiza, Alberto Núnez Feijóo (PP), apelou à intervenção do Executivo de Madrid junto do Governo de Portugal para alertar sobre o efeito das portagens na economia da região.

«Vou tentar que o governo actual de Madrid faça chegar a Lisboa os problemas que estamos a ter em algo fundamental como é poder pagar», apontou o líder galego, em entrevista a uma rádio galega que a Lusa cita.

A crítica mantém-se sobre a forma de pagamento dos cidadãos galegos que tentam percorrer as antigas SCUT do Norte do País, sistema considerado «discriminatório» entre utilizadores portugueses e estrangeiros.

«O lógico era que os governos de Espanha e de Portugal falassem dos temas que afectam os seus cidadãos. Nas portagens, com o governo socialista [espanhol] anterior, o tema foi levantado pela Galiza e não por Madrid», afirmou Feijóo.

Partilhar
EM BAIXO: scut
scut

Passos: «Não vejo razão para que Moedas enfrente qualquer problema»
Primeiro-ministro admite problema com número de mulheres na Comissão Europeia, mas não desiste da sua escolha. E acredita numa pasta «significativa»
Louçã defende «união muito forte» contra a austeridade
Ex-líder bloquista quer «uma esquerda forte», mas não explicou como, nem entrou em detalhes sobre a situação interna do BE
Aumento do salário mínimo: «Valor já devia estar em vigor há 4 anos»
Executivo vai discutir na próxima reunião de concertação social o aumento do SMN para os 500 euros. Jerónimo de Sousa defendeu a necessidade de se lutar pelo aumento imediato para os 515 euros
EM MANCHETE
Passos acredita em pasta «significativa» para Moedas
Primeiro-ministro admite problema com número de mulheres na Comissão Europeia, mas não desiste da sua escolha
Novas sanções à Rússia devem ser aprovadas brevemente
Aumento do salário mínimo: «Valor já devia estar em vigor...»