O ex-presidente da Câmara do Porto e António Costa defenderam, esta terça-feira, a antecipação das eleições legislativas previstas para outubro do próximo ano, tendo Rui Rio apontado o 25 de Abril como dia possível para o ato eleitoral.

«Eu inclino-me mais para a antecipação [das eleições legislativas] para 25 de Abril. Assim separava-se as [eleições] legislativas das presidenciais, e rapidamente se resolvia o problema da governação a prazo», salientou Rui Rio.

António Costa alinhou na mesma opinião e justificou. «Eleições em outubro significa que só em abril/maio teremos orçamento a funcionar» referiu o também candidato à liderança do PS.

Contudo, o presidente da Câmara de Lisboa alertou para o facto de ter de haver «um consenso» entre os partidos para que as eleições legislativas sejam antecipadas. Mantendo os prazos constitucionais, as legislativas realizar-se-ão entre setembro e outubro do próximo ano e as presidenciais em janeiro de 2016.

Costa e Rio defendem um entendimento de regime para o país

O ex-presidente da Câmara do Porto e o atual presidente da Câmara de Lisboa e candidato a líder do PS, convergiram também na ideia de que o próximo Presidente da República deve ter um papel mais ativo e interventivo. «Acho que vivemos uma situação excecional. Entendo que o próximo Presidente da República devia ser muito mais interventivo, precisamente ao nível da implementação das reformas no regime, seja na área da justiça, seja na área da política», defendeu Rui Rio, acrescentando que a magistratura de influência, em «situações extremas», é insuficiente.

Para António Costa, quando se vivem crises graves, ou «gravíssimas» como a atual, todos os portugueses sentem, segundo o autarca de Lisboa, «a imprescindibilidade de um Presidente da República como um elemento catalisador de consensos ou capaz de dinamizar o diálogo social».

Costa e Rio foram dois dos oradores na conferência intitulada «A política, os políticos e a gestão dos dinheiros públicos», organizada pela TSF e pela Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, na qual será apresentado o anuário dos municípios.