reabertura das embaixadas dos Estados Unidos e de Cuba

“É, do ponto de vista histórico, significativo, porque acaba com um conflito que durava há 50 anos e que já não tinha razão de ser. Todas as manifestações de paz devem ser celebradas, e esta é manifestamente um delas”, comentou Rui Machete, à saída de uma reunião dos chefes de diplomacia da União Europeia, em Bruxelas.









Machete também saudou o "acordo nuclear"


desafiou os críticos a explicarem


“Os críticos do acordo têm que explicar por que é que um não acordo seria melhor, visto que, com toda a probabilidade, isso iria conduzir, ao longo dos anos, a uma guerra quase inevitável, quando o Irão tivesse a posse da bomba nuclear. Portanto, esta solução, que aliás a mim me parece boa, seria necessariamente melhor em comparação com um problema bélico que nós desejaríamos todos evitar”, disse.