A coordenadora do Bloco de Esquerda criticou duramente Rui Machete e o presidente da República, a propósito da notícia de que o ministro dos Negócios Estrangeiros comprou ações da SLN, dona do BPN, a preço reduzido.

Num comício em Montegordo, no Algarve, no sábado, Catarina Martins acusou Machete de ser «culpado do crime de favor» e que o seu negócio é em tudo semelhante ao que Cavaco Silva fez antes de ser presidente.

«Não sabemos o que os tribunais vão considerar, não sabemos se é ilegal ou não, mas sabemos que o buraco que estamos a pagar é um buraco criado por uma teia de favores, bem no coração do PSD, bem no coração de quem esteve nos governos de Cavaco Silva. Aliás, a compra de Rui Machete é em tudo semelhante à de Cavaco Silva», defendeu.

Catariba Martins exige, por isso, a demissão do ministro, considerando que manter Machete no Governo «é um insulto».