O deputado do PS Rui Paulo Figueiredo afirmou que o seu partido «aguarda serenamente» pela Justiça, quando questionado sobre a detenção para interrogatório do ex-presidente executivo do Banco Espírito Santo (BES), no Parlamento.

«O PS aguarda serenamente que os poderes judiciais cumpram a sua função. Entendo, pessoalmente, que não devemos estar a interferir no funcionamento da Justiça», afirmou o parlamentar socialista.

Salgado ficou em liberdade mediante uma caução de 3 milhões de euros, após ter sido apresentado a um primeiro interrogatório judicial, no Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC), em Lisboa.

«Acreditamos sempre no funcionamento da Justiça», limitou-se a completar Rui Paulo Figueiredo.